Quem vem lá?

sexta-feira, 9 de julho de 2010

MariNONA

E como no último post falei sobre o poema que ganhei, agora o coloco na banca.
Escritos são o melhor presente que eu poderia receber. E também o melhor que tenho pra dar.
Sou muito adepta das cartas, emoção-retrô... As letras de alguém, imaginar que suas mãos se arrastaram por aquele papel, o pensamento dedicado ao destinatário, a trilha musical da inspiração...

Mas isso fica pra outra vez porque o poema chegou por email.

E dizia mais ou menos assim:

"Sua inspiração é um bafo? A minha é você. Mari, escrevi um poema pra você. Te amo. Joana".

Aos Dois de Julho de Dois Mil e Dez

À Marina, que rima com bailarina,
Mas como nunca vi essa cena...

Da amiga bobona
Que sonha em ser Miss’Joana*...

*lee-se mijona

NONA

À primeira vista, Nona assusta o turista.
Olha por cima, de seu andar privilegiado,
Àquele que se aproxima com ganas de tarado.

Mesmo desdenhado, por um olhar apertado
Não há andarilho, caminhante ou passante
Que não se atente pra seu lado.

Nona chama a atenção!
Pernas longas e grossas, de índia escaldada,
Altiva como um português do sertão.

Quem nunca a viu passar sorrindo para fora
Não sabe o que esperar do coração dessa senhora

À segunda vista, se faz Ninha e o revés ao viajante
Coloca-se a envolver e disparar energia
Ao novo amigo e quem sabe futuro amante

Então já não se pode fugir dos abraços dedicados
Por povoados, cidades e países se espalham
Àqueles que ficam saudosos de seus cuidados

Mais bela ainda se revela quando se abre!
Flutua no ar sua pureza Guarani
Por dentro da casca de avaxi hi'y pe*

Só quem já sentiu a pureza de seu olhar naturista
Conhece o privilégio de se descobrir no coração dessa senhorita


* (Do idioma Guarani - Espécie de milho de espiga comprida. Fonte: Léxico Guarani, Dialeto MBYÁ, de Robert A. Dooley.)

4 comentários:

Alessandra Rossi disse...

Que lindo. Adorei. Achei tão carinhoso. Quem dera eu, receber um poema de uma pessoa querida. De tão puro, simples e verdadeiro, muita gente não acredita mais nele rs. Beijos e parabéns pelo poema e... pra quem o escreveu tb.

Joana Latino Americana disse...

Então Nona veio parar aqui! Que orgulho Ma! Vc merce todos os poemas do mundo!
Beijos Lindona

Joana Latino Americana disse...

AH! Parabéns a amiga que fez a ilustração, captou a mensagem!!!

Talita disse...

Tá bom vai, o poema é lindo mesmo!Tá bom eu me rendo! parabéns Joaninha! KKKK
Mas vc sabe né marina nabarrete bastos, que nenhum poema, quadro, música, nada conseguiria descrever exatamente sua bela mais que bela persona. mas vou tentar! e vc vai ter que publicar aqui tb!
e agora vê se posta alguma coisa nova, odeio qdo vc nos deixa com crise de abstinencia dos seus textos!
beijokas